O Mundo Pet Animal

O Mundo Pet Animal

Vacinação em cães

Vacinação em cães
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Quais vacinas são necessárias para seu cachorro.

Quais vacianas, e quando vacinar ?

Sem dúvida, o cuidado mais importante tanto para o filhote como para o cão adulto

 O Mundo Pet Animal irá tirar suas dúvidas.

É importante saber que as vacinas que seu cão deve receber e os intervalos entre as doses devem ficar a critério do veterinário que cuida do seu cão.

Porém as vacinas múltipla (V8 ou V10) e anti-rábica são obrigatórias em qualquer esquema de vacinação.

Cachorros adultos que nunca foram vacinados ou os filhotes que já passaram da época correta de vacinação precisam receber três doses de vacina múltipla (com intervalo de 21 dias entre elas) e uma dose de vacina anti-rábica. Isso também vale para cães que não se sabe se foram vacinados alguma vez. Ou seja, as vacinas V8 ou V10 devem ser dadas quando o cão tiver, respectivamente, 45, 66 e 87 dias de vida. Ao completar 129 dias de vida, os filhotes devem tomar a vacina contra a raiva.

Ambas as vacinas (v8 + raiva) devem ser refeitas todo ano.

As vacinas múltiplas (V8 ou V10) protegem os cães contra 7 doenças, destacando: Cinomose, Parvovirose, Hepatite e Leptospirose, esta última é velha conhecida da sociedade e também afeta com gravidade os humanos. A vacina anti-rábica imuniza o animal contra a Raiva, uma importante zoonose (doença transmitida para humanos através de animais) que afeta o sistema neurológico e não tem tratamento.

Caléndario:

- 45 a 60 dias:

  • 1a. dose vacina múltipla
  • 1a. dose vacina contra Giardia
  • vacina contra a Tosse dos canis


- 21 dias após a 1a. dose:

  • 2a. dose vacina múltipla
  • 2a. dose vacina contra Giardia

- 21 dias após a 2a. dose:

  • 3a. dose vacina múltipla

- a partir de 4 meses de idade:

  • anti-rábica

Porém cabe ao veterinário decidir o melhor esquema para cada animal.

Além dessas vacinas, existe a imunização contra a leishmaniose ou calazar, uma importante zoonose (doença que pode ser transmitida ao homem pelo animal). Essa vacina é aplicada em regiões onde a doença é comum e deve ser antecedida de exames para detectar se o cão já tem a doença.

Não se deve vacinar filhotes com menos de 45 dias de idade, a menos que a cadela que deu à luz aos filhotes nunca tenha sido vacinada, pois as vacinas podem ser inativadas pelos anticorpos passados da mãe para a cria. Esse é um dos motivos pelos quais você só deve pegar um filhotinho com 2 a 3 meses de vida, de preferência com no mínimo 2 doses da vacina v8 ou v10 (ou seja, o filhote deve ter 66 dias de vida no mínimo).

Diferença entre a v8 e v10

Não existe uma melhor do que a outra.

A v8 protege contra as seguintes doenças:

  • Cinomose
  • Hepatite Infecciosa Canina
  • Adenovirose
  • Coronavirose
  • Parainfluenza Canina
  • Parvovirose
  • Leptospirose canina


A diferença é que a v10, v11, v12 e etc. incluem outros sorovares da bactéria leptospira. E, embora isso pareça bom, na verdade pode ser em vão. Isto porque cada região tem mais probabilidade para um ou outro tipo. São mais de 250 tipos existentes, e o que reúnem nessas vacinas são aqueles com maior probabilidade, de acordo com a região.

Reações em filhotes

É comum algumas alterações no comportamento:

  • febre
  • edema na região onde foi aplicada a vacina (inchaço)
  • prostração (o cão fica “pra baixo” e desanimado)

Esses efeitos devem passar em 24 horas, avise sempre seu veterinário sobre qualquer mudança no comportamento do seu cachorro. 

Dicas para vacinação do seu cão:

Se possível, opte por vacinar o seu cachorro em casa. Animais de estimação sentem-se seguros em seus territórios e o risco de adquirir doenças, pulgas e carrapatos é reduzido.

Cachorros dóceis devem estar com coleira e serem conduzidos por pessoas com porte suficiente para controlá-los e contê-los no momento de aplicar a vacina.

Cachorros bravos devem estar com focinheira para não oferecer nenhum risco de agressão ao proprietário, veterinário ou outras pessoas.

Crianças não devem levar os cães para vacinar.

Cachorros com diarreia, secreção ocular ou nasal, febre, falta de apetite ou que estejam convalescendo de cirurgias ou alguma doença, não devem ser vacinados. Trate a causa e só faça a vacinação quando o cão estiver sadio novamente.

 

Gostou de nosso artigo ?
Deixe seu comentário e sua avaliação a baixo.
  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Veja Também:

Artigos Relacionados

Olá, deixe seu comentário para Vacinação em cães

Enviando Comentário Fechar :/